Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis



 INVESTIGAÇÕES SOBRE A IGREJA SUD
I SUD - adorando os profetas

OS MÓRMONS ADORAM OS PRESIDENTES DA IGREJA (TAMBÉM CHAMADOS DE PROFETAS)?

Uso aqui o termo adorar no sentido de venerar como um homem santo. E a resposta é SIM! Leia AQUI sobre seguir cegamente ao profeta.

Entre todos, hoje sem dúvida o mais venerado dentre os profetas mórmons é  Joseph Smith, porém sua história é altamente romantizada e equivocada em relação ao real Joseph Smith. Apesar de possuir habilidades naturais e talentos, seu caráter pessoal estava longe de ser a imagem de um SUD.

1 - A VISÃO DOS MÓRMONS SOBRE JOSEPH SMITH

Apenas alguns dias antes de seu assassinato, Joseph afirmou:
"Eu nunca disse que eu era perfeito, mas não há nenhum erro nas revelações que ensinei. Devo, então, ser descartado como um nada? "
The Teachings of the Prophet Joseph Smith, p. 368

“Um profeta é um profeta apenas quando ele está agindo como tal.” Joseph Smith, Jr., History of the Church, v. 5, p. 265

"...se qualquer homem pregar qualquer outro evangelho diferente do que eu vos prego, ele deve ser amaldiçoado" Joseph Smith, Jr., The Teachings of the Prophet Joseph Smith, p. 366, also in History of the Church, v. 6, p.365

Provavelmente, esta imagem foi distorcida, desde a época em que estava vivo, por seus seguidores, e após sua morte, por líderes da igreja. Até mesmo sua imagem foi idealizada! Veja abaixo as transformações pelas quais ela passou:

1 - Provável foto de Brigham Young (à esquerda) e Joseph Smith.


2 - Hyrum Smith (à esquerda), Joseph Smith e o templo de Nauvoo ao fundo.

 

3 - Outra imagem que pode aproximar-se da real imagem de Joseph Smith. Note que o tamanho do nariz está propositadamente menor.



4 - Imagem amplamente difundida até a década de 1980.


5 - Mais modificações. Note a introdução de uma suavidade na expressão e nos cabelos quando comparada com a foto anterior.

6 - Grandes transformações, até chegar na imagem de um belo rapaz, louro, olhos claros... muito diferente da imagem inicial.





 
 

Há especulações que esta foto abaixo seria a verdadeira face de Smith, enquanto vários mórmons afirmam que esta é, na realidade, foto de Joseph Smith III, filho do "profeta".


Por que alterar tanto a aparência de alguém? E por que a igreja daria tanta importância à isso?

Um dos grandes idealizadores de Joseph Smith foi Brigham Young, o segundo presidente da igreja, que frequentemente enaltecia ou justificava os erros evidentes cometidos pelo falecido profeta. 

Esta construção de uma imagem perfeita, ideal e irreal propagou-se pelos anos e mantém-se até hoje, não apenas com a imagem de Joseph, mas de todos os demais profetas.

Depois de ler sobre o caráter de Joseph Smith, seu comportamento e suas ambições (AQUI), saiba o que tem sido pregado na igreja SUD.

2 – VENERANDO JOSEPH SMITH 

"Bem, agora vamos analisar o caráter do Salvador, e analisar o caráter das pessoas que escreveram o Antigo e o Novo Testamento, e, em seguida, compará-los com o caráter de Joseph Smith, o fundador deste trabalho ... e você verá que seu caráter é tão justo quanto o de qualquer homem mencionado na Bíblia. Não podemos encontrar nenhuma pessoa que apresente um caráter melhor para o mundo do que Joseph Smith Júnior, o profeta e seu irmão Hyrum Smith, que foi assassinado com ele." (Journal of Discourses, vol. 14 p. 203) - veja todas as acusações criminais AQUI.

"... nenhum homem ou mulher desta dispensação entrará no reino celestial de Deus sem o consentimento de Joseph Smith .... Cada homem e cada mulher deve ter a aprovação de Joseph Smith Junior, como um passaporte para sua entrada ... eu não posso entrar sem seu consentimento. ... Ali ele reina como um ser supremo em sua esfera, com capacidade e vocação, assim como Deus reina no paraíso". (Journal of Discourses, vol. 7, p. 289)

"Todo aquele que confessa que Joseph Smith foi enviado por Deus para revelar o santo Evangelho aos filhos dos homens, e lançar as bases para a reunião de Israel, e construir o Reino de Deus na Terra, este espírito é de Deus, e todo espírito que não confessa que Deus enviou Joseph Smith, e revelou o evangelho eterno, para e através dele, é do Anticristo." Brigham Young, Journal of Discourses, v. 8, p. 176, September 9, 1860

"Quando o trabalho do Profeta Joseph Smith foi concluído, quando ele recebeu todas as chaves, poderes e ordenanças, e as havia conferido sobre o Quórum dos Doze, quando ele percebeu e sentiu que havia chegado o momento que ele daria a vida por seu trabalho, ele parecia falar sobre a ocasião, com mais ênfase do que nunca no que diz respeito à verdade das revelações que recebeu, indicando que havia pessoas dentro da Igreja que se opunham e não aceitavam todas as revelações que Deus tinha dado através dele. Estas foram suas palavras sobre uma ocasião memorável de um de seus últimos discursos dados aos Santos.

"Oh! Rogo-vos, vão em frente e atendam ao seu chamado e vocação - quando eu lhes ensinei alguma coisa errada? Quando foi que eu os confundi? Quero triunfar em Israel antes de sair daqui e não ser mais visto. Eu nunca disse que eu era perfeito - mas não há nenhum erro nas revelações que ensinei."The Historical Record, May 12, 1844, v. 7, p. 548, also in History of the Church, v. 6, p.366

"Em segundo lugar, no meio de todas estas coisas, o profeta Joseph, assim como seu colega, estava tão ocupado sendo uma testemunha especial do Salvador, que tinha pouco tempo para responder todos os falsos testemunhos contra ele. 
"Joseph era geralmente mais inclinado a sofrer do que se explicar, mesmo quando a discordância era, em certos momentos, quase insuportável. (veja sobre a violência de Smith AQUI)

"Em Nauvoo, em março de 1842, por exemplo, enquanto estava intensamente engajado dia e noite para traduzir o Livro de Abraão, ele disse que simplesmente não tinha tempo para comparecer à todas as suas funções públicas. Seus deveres como um vidente eram mais importantes que suas tarefas cerimoniais.
"Joseph respondeu às vezes, é claro, dizendo: 'Eu nunca disse que era perfeito, mas não há nenhum erro nas revelações que ensinei'." Neal A. Maxwell, Meek and Lowly, pp. 105-106

"Assim, a questão sobre aqueles que assinaram as declarações em Nova York em relação à confiabilidade de Joseph Smith. Uma vez que Rodger Anderson argumenta tanto à respeito de Hurlbut e os que o apoiaram, evidentemente a visão que tem de Joseph Smith é realmente esta: 'Para eles, ele seria sempre um adolescente sonhador e supersticioso e seu sucesso como um profeta é um enigma sem resposta'."(p. 116).

"Mas os homens da cidade Nova York tem uma boa resposta - cinquenta e um signatários em Palmyra, disseram que o profeta era 'inteiramente destituído de caráter moral.' O Profeta respondeu à questão sobre sua juventude em Nauvoo, dizendo: 'Eu nunca disse que era perfeito, mas não há nenhum erro nas revelações que ensinei'." Veja AQUI os problemas de Joseph Smith com a justiça e seu caráter exposto.

May 12, 1844 discourse, in Andrew F. Ehat and Lyndon W. Cook, The Words of Joseph Smith (Brigham Young University Religious Studies Center, 1980), p. 369, also in Review of Books on the Book of Mormon, by Richard Lloyd Anderson, p.62.


“Joseph Smith traduziu o Livro de Mórmon para o inglês pelo dom e poder de Deus.” (Princípios do Evangelho, pág. 53)
“Joseph Smith possuía o dom de tradução quando traduziu o livro de Mórmon. Ele recebeu o dom apenas quando estava em sintonia com o Espírito.” (Princípios do Evangelho, pág. 143)
A confiança nessa crença é tamanha que já na introdução do livro de mórmon lemos o seguinte:  
“Com respeito a este registro o Profeta Joseph Smith declarou: ‘Eu disse aos irmãos que o livro de Mórmon era o mais correto de todos os livros da Terra e a pedra fundamental de nossa religião; e que seguindo seus preceitos o homem se aproximaria mais de Deus do que seguindo os de qualquer outro livro'.
 Joseph Fielding Smith afirmou:


“...recebi de minha santa mãe, a firme crença de que Joseph Smith era um profeta de Deus; que ele era mais inspirado do que qualquer homem de sua geração ou dos séculos que o antecederam; que ele era inspirado; que tinha sido escolhido por Deus para estabelecer os alicerces do reino de Deus.” (Gospel Douctrine, 5.a ed. 1939, p. 493 – citado em, “Ensinamentos dos Presidentes da Igreja”, pág. 21)


A idolatria dos mórmons pelo seu profeta é tal que chegam a dizer:
“Joseph Smith, o Profeta e Vidente do Senhor, com exceção de Jesus, fez mais pela salvação dos homens neste mundo do que qualquer outro homem que jamais viveu nele.” 
“...o Livro de Mórmon e este livro de Doutrina e Convênios da Igreja foram publicados à custa do melhor sangue do século dezenove para a salvação de um mundo arruinado...” (Doutrina e Convênios 135:3-6)     

3 - O DESAFIO

A liderança mórmon a fim de produzir uma certa sensação de segurança nos seus seguidores quanto à origem divina dos escritos mórmons, lança o seguinte desafio:

“Se Joseph Smith foi um impostor que tentou deliberadamente induzir o povo ao erro, ele deve ser desmascarado, refutadas as suas asseverações e provada a falsidade de suas doutrinas, pois é impossível fazer que as doutrinas de um impostor concordem em todos os pormenores com a verdade divina. 
"Se suas afirmativas e declarações fossem baseada na fraude e na impostura, apareceriam muitos erros e contradições, fáceis de averiguar. As doutrinas dos falsos mestres não resistem à prova quando confrontadas com os padrões de medida comprovados, as Escrituras”. (Doutrinas de Salvação Vol. I, Joseph F. Smith, pág. 204)

Orson Pratt, apóstolo mórmon, disse:

"Este livro deve ser verdadeiro ou falso... Se for falso, é uma das imposições mais espertas, malignas, audazes e profundas, feitas ao mundo com o propósito de enganar e arruinar milhões que a receberão sinceramente como a Palavra de Deus, e pensarão estar seguramente edificados sobre a rocha da verdade até que, com suas famílias, sejam lançados no desespero total. 
"A natureza de mensagem de O Livro de Mórmon é tal que, se verdadeira, ninguém poderá rejeitá-la e ainda salvar-se; se falsa, ninguém poderá recebê-la e salvar-se. Portanto, cada alma no mundo tem interesse igual tanto na determinação de sua verdade como de sua falsidade... Se, depois de um exame minucioso descobrir que é uma imposição, deve ele ser exposto ao mundo como tal; as provas e argumentos pelos quais a falsidade foi detectada devem ser, clara e logicamente afirmados para que os que foram enganados, embora de boa mente, percebam a natureza do engano e sejam restaurados, e que os que continuam a publicar a ilusão sejam expostos e silenciados...mediante provas aduzidas das Escrituras e da razão." (Orson Pratt, Divine Authority of the Book of Mórmon- citado em “A Ilusão Mórmon”)

Ainda Orson Pratt: 

“Convencei-nos de nossos erros doutrinários, se é que o temos, pela razão, por argumentos lógicos ou pela palavra de Deus, e ficaremos eternamente gratos pela informação...” (The Seer, pág. 15)    
  
Brigham Young lançou um desafio nos seguintes termos:

“Tomai a Bíblia, comparai a religião dos Santos dos Últimos Dias com ela, e vereis se ela resiste à prova” (Journal of Discourses, vol. 16 pág. 46 – 1873) 

Mas os mórmons não se restringem apenas às revelações de seu fundador ou líderes do passado, conforme lemos em “As Regras de Fé” nº 9:

“Cremos em tudo o que Deus tem revelado, em tudo o que ele agora, e cremos que ele ainda revelará muitas grandes e importantes coisas pertencentes ao Reino de Deus.”

Por isso dizem que:

“Por intermédio dos profetas vivos, a Igreja é guiada por revelação e inspiração contínuas” (Princípios do Evangelho, pág. 306)

Desta maneira abre-se uma válvula de escape para que possa haver mutações em suas doutrinas. Pois, segundo crêem e ensinam, suas revelações são progressivas, podem futuramente ser modificadas sem embaraço algum.  

<!-- /* Font Definitions */ @font-face {font-family:"Cambria Math"; panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:roman; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1107304683 0 0 159 0;} @font-face {font-family:Calibri; panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1073750139 0 0 159 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-unhide:no; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; margin-top:0in; margin-right:0in; margin-bottom:10.0pt; margin-left:0in; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-bidi-font-family:"Times New Roman";} .MsoChpDefault {mso-style-type:export-only; mso-default-props:yes; font-size:10.0pt; mso-ansi-font-size:10.0pt; mso-bidi-font-size:10.0pt; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-hansi-font-family:Calibri;} @page Section1 {size:8.5in 11.0in; margin:70.85pt 85.05pt 70.85pt 85.05pt; mso-header-margin:.5in; mso-footer-margin:.5in; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} -->
4 - AS PALAVRAS DOS PROFETAS SÃO INFALÍVEIS - POR ISSO SÃO ESCRITURAS


“Quando os servos do Senhor falam ou escrevem sob influência do Espírito Santo, suas palavras tornam-se escritura” (Princípios do Evangelho, pág. 52)
“E tudo que falarem, quando sob inspiração do Espírito Santo, será escritura, será a vontade do Senhor, será a mente do Senhor, será a palavra do Senhor, será a voz do Senhor e o poder de Deus para a salvação. Eis que é esta a promessa do Senhor a vós ó Meus servos.” (Doutrina e Convênios, 68:4)

"Deus não fará nada relativo ao Seu trabalho, exceto através de Seus próprios profetas devidamente ungidos! Eles são Seus servos. Eles são os vigias nas torres de Sião. Eles vão nos dar a palavra do Senhor, de forma inequívoca, como Deus deseja. 
"É por isso que Ele tem Seus profetas na Terra. Eles são para a edificação dos santos e para nos proteger de qualquer doutrina. Vamos segui-los e evitar ser enganados".Mark E. Peterson, “When Shall It Be?,” Church News, December 12, 1981, p. 16

"Cristo e seus profetas andam juntos ... não é possível acreditar em um sem acreditar no outro ... rejeitando os profetas rejeitamos o próprio Cristo". Bruce R. McConkie, cited in 1978 Devotional Speeches of the Year: BYU Devotional and Addresses, 1978, p. 118

"Meu filho, você deve sempre manter seus olhos no Presidente da Igreja, e se ele lhe disser para fazer algo de errado, e você assim o fizer, o Senhor te abençoará por isso."
Heber J. Grant, as quoted by Marion G. Romney in “The Covenant of the Priesthood,” Ensign, July 1972, p. 98

"Um profeta é maravilhoso porque, às vezes, ele fala em nome do Senhor. Isso ocorre em certas ocasiões, quando o Senhor o desejar. Em outras ocasiões, ele fala por si mesmo, e uma das maravilhosas doutrinas da Igreja é que nós não acreditamos na infalibilidade de qualquer mortal." Henry Eyring, Faith of a Scientist, p. 23

"Nenhum homem tem autoridade divina igual ou superior ao do presidente da Igreja. Em sua posição, ele é preeminente! ".. Entendamos clara e plenamente a identidade do presidente da Igreja. Ele é o porta-voz de Deus na terra para nós hoje." The Certain Sounds,” Church News, October 9, 1983, p. 24

"Eu nunca preguei um sermão e mandei-o aos filhos dos homens, que não possam ser chamados de Escritura." Brigham Young, Journal of Discourses, v. 13, p. 95

"Vou fazer aqui uma declaração que foi tida como um crime, talvez, ou como uma falha na minha vida. Não aqui, aqui não fazem alusão a este tipo de coisa, mas nos conselhos das nações, onde Brigham Young disse que 'quando ele envia os seus discursos para o mundo, eles podem chamar-lhes Escrituras.' 
"Eu digo agora que quando eles são copiados e aprovado por mim, eles são tão válidos quanto as Escrituras desta Bíblia, e se você quiser ler revelações, leia as palavras dele, que conhece a mente de Deus...". Brigham Young, Journal of Discourses, v. 13, p. 261, October 6, 1870

"Como o Apóstolo Paulo disse:" Se nós ou um anjo do céu pregar outro evangelho além do que temos pregado seja anátema." Wilford Woodruff, Journal of Discourses, v. 12, p. 276

5 - QUAL A ORIGEM DESSAS VERDADES?

Brigham Young ensinava sobre a origem das crenças mórmons nos seguintes termos:

“Estejam sempre dispostos a receber a verdade, venha de onde vier, não faz a menor diferença.(...) Se os pagãos têm alguma verdade, ela pertence ao “mormonismo”.(...) Se puderem encontrar uma verdade nos céus, na Terra ou no inferno, ela pertence a nossa doutrina. Nela cremos ela nos pertence; nós a reivindicamos.” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja – Brigham Young, págs. 16,17)

“Porque devemos aceitar a verdade independente de sua procedência” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja – Brigham Young, pág. 20)

Note que o critério de avaliação da religião mórmon é bem questionável.

Enquanto o apóstolo Paulo disse que mesmo se ele ou um anjo provindo do céu pregasse algo diferente daquele Evangelho pregado por Cristo e não pelos mórmons, deveriam ser amaldiçoados [Gl. 1:6-8], os líderes mórmons aceitam qualquer coisa “independente de sua procedência”. Isto abre as portas para que doutrinas humanas sejam aceitas como “verdades” [I Tm. 4:1]. 


6 - JAMAIS CRITIQUE UMA AUTORIDADE DA IGREJA

"A idéia de que nada de negativo deve ser dito sobre o passado dos líderes da Igreja é uma consequência natural da postura de que nada negativo deve ser dito sobre os líderes atuais. "Apoiar as autoridades" inclui a idéia, para os Mórmons, de não discordar, criticar ou não resistir às decisões da liderança". Davis Bitton, “Like the Tigers of Old,” Sunstone Review, September-October 1982, v. 7, p. 47, no. 5

"A crítica é particularmente desagradável quando ela é dirigida às autoridades locais ou gerais da Igreja.... Falar mal do ungido do Senhor tem uma única classificação. Uma coisa é depreciar uma pessoa que exerce o poder corporativo ou até mesmo o poder no governo. Mas outra coisa é criticar ou depreciar uma pessoa pelo desempenho de um cargo para o qual ela foi chamada por Deus. Não importa se a crítica é verdadeira." 1985 CES Doctrine and Covenants Symposium, pp. 24-25

<!-- /* Font Definitions */ @font-face {font-family:"Cambria Math"; panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:roman; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1107304683 0 0 159 0;} @font-face {font-family:Calibri; panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1073750139 0 0 159 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-unhide:no; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; margin-top:0in; margin-right:0in; margin-bottom:10.0pt; margin-left:0in; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-bidi-font-family:"Times New Roman";} .MsoChpDefault {mso-style-type:export-only; mso-default-props:yes; font-size:10.0pt; mso-ansi-font-size:10.0pt; mso-bidi-font-size:10.0pt; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-hansi-font-family:Calibri;} @page Section1 {size:8.5in 11.0in; margin:70.85pt 85.05pt 70.85pt 85.05pt; mso-header-margin:.5in; mso-footer-margin:.5in; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} -->
“Sempre que qualquer membro desta Igreja expressa a disposição de questionar o direito que o Presidente da Igreja tem de dirigir todas as coisas, observemos as manifestações evidentes de apostasia..” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja – Brigham Young, págs. 80)

“Um dos primeiros passos da apostasia é procurar imperfeições em seu bispo...Não demora para que a pessoa se afaste da Igreja, e esse é seu fim. Vocês, por acaso, estarão entre os que procuram imperfeições em seu bispo?” (ibdem, pág. 81)

7 - NUNCA SERÃO DESENCAMINHADOS?

Desta maneira a mente dos adeptos são programadas para aceitar que seus líderes nunca poderão desencaminha-los, pois, segundo crêem, são guiados pelo próprio Deus através de um profeta vivo.

“O Senhor Todo-Poderoso dirige esta Igreja e jamais permitirá que vocês sejam desencaminhados... pois não há nenhum risco de que seus líderes os desencaminhem. Se tentassem fazê-lo, o Senhor rapidamente os varreria da face da Terra.” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja – Brigham Young, pág. 138)

“Digo a Israel que o Senhor nunca permitirá que eu ou qualquer outro homem na posição de presidente da Igreja vos conduza erradamente. Isso não está programado. Não é a vontade de Deus. Se eu tentasse isso, o Senhor me removeria da minha posição, e o mesmo aconteceria com qualquer outro homem...” (The Discourses of Wilford Woodruff, pp. 212-13 - citados em Princípios do Evangelho, pág. 49)

8 - NÃO PENSE

<!-- /* Font Definitions */ @font-face {font-family:"Cambria Math"; panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:roman; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1107304683 0 0 159 0;} @font-face {font-family:Calibri; panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1073750139 0 0 159 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-unhide:no; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; margin-top:0in; margin-right:0in; margin-bottom:10.0pt; margin-left:0in; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-bidi-font-family:"Times New Roman";} .MsoChpDefault {mso-style-type:export-only; mso-default-props:yes; font-size:10.0pt; mso-ansi-font-size:10.0pt; mso-bidi-font-size:10.0pt; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-hansi-font-family:Calibri;} @page Section1 {size:8.5in 11.0in; margin:70.85pt 85.05pt 70.85pt 85.05pt; mso-header-margin:.5in; mso-footer-margin:.5in; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} -->
Os adeptos do mormonismo são proibidos de questionar a validade de tais ensinamentos mesmo que lhes pareçam estranhos. Os líderes mórmons os ensinam a receber suas revelações de modo passivo, pois caso contrário, podem estar se rebelando contra o próprio Deus. Veja:

“Os santos que vivem sua religião serão exaltados, pois jamais negarão qualquer revelação que o Senhor lhes tenha dado ou que venha a dar e, mesmo que recebam uma doutrina nova que não possam entender plenamente, eles dirão: “O Senhor enviou-me esse ensinamento. Oro para que Ele me livra e proteja de negar qualquer coisa que Dele proceda e que me dê paciência para esperar até que eu possa compreendê-lo”

“Nunca repudiemos uma doutrina por ser nova ou estranha e nunca desprezemos ou zombemos do que vem do Senhor, pois se assim o fizemos colocaremos em risco nossa salvação.” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja – Brigham Young, pág.75)

Outras pérolas:


"Quando o profeta fala, o debate acaba". N. Eldon Tanner, August Ensign 1979, pages 2-3

" Quando nossos líderes falam, já pensaram muito. Quando eles propõem um plano, é um plano de Deus. Quando eles apontam o caminho, não há discussão, isso deve marcar o final da controvérsia” (citado como parte dos ensinamentos impressos em Improvement Era, June 1945, p. 345).


"Agora, o que quer que eu tenha obtido em conhecimento, buscando e estudando com respeito às artes e ciência dos homens - sejam quais forem os princípios nos quais eu esteja absorvido em minhas buscas científicas, ainda, se o profeta de Deus me disser que um certo princípio ou teoria que eu aprendi não é verdadeiro, eu não me importo quais foram as minhas idéias, devo considerar minha obrigação, como sugestão do meu lider, abandonar aquele princípio ou teoria." (Wilford Woodruff, in Journal of Discourses, Vol. I., page 83. April 9, 1857)

“Quando os profetas, que são inspirados pelo Espírito Santo, falam, suas palavras são preferíveis a qualquer outra afirmação” (Teachings of the Living Prophets, p. 18). 
Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net