INVESTIGAÇÕES SOBRE A IGREJA SUD
I SUD - empresa de Deus - 2

A IGREJA SUD É TRANSPARENTE EM SUAS TRANSAÇÕES FINANCEIRAS?

Refazendo a pergunta: a igreja SUD permite que seus membros saibam como ela gasta as doações recebidas dos dízimos?

O Presidente Hinckley foi entrevistado pouco antes das Olimpíadas de Inverno de 2002, realizada em Utah. 

Aliás, devo comentar que um grande escândalo, envolvendo a igreja e o pagamento milionário de propinas ao Comitê Olímpico Internacional foi amplamente divulgado na imprensa (veja em 1, 2, 3 e 4)


Leia seu comentário:

REPÓRTER: No meu país, as igrejas protestantes e católica publicam o seus orçamento para todos

HINCKLEY: Sim. Sim.

REPÓRTER: Por que é impossível que sua igreja faça isso?

HINCKLEY: Bem, nós simplesmente acreditamos que estas informações pertencem àqueles que fizeram a contribuição, e não ao mundo. É apenas isso.

Comentário: A Igreja Mórmon não permite que seus membros vejam os seus registros financeiros. A maioria das igrejas publicam informações financeiras e orçamentos para que seus membros possam ver como suas doações são utilizadas, e possam assim avaliar as necessidades da organização que apóiam.

Por que a ‘única e verdadeira igreja’ seria a mais fechada sobre suas finanças e como é gasto o dinheiro do dízimo e doações? Intuitivamente poderíamos pensar que as ‘igrejas falsas' teriam mais segredos sobre quanto dinheiro têm e como ele é gasto, e que a verdadeira igreja de Deus seria mais aberta sobre a forma como gasta as doações de seus membros.

A Igreja sempre manteve segredo sobre seus registros financeiros?

Não. Os ex-presidentes da Igreja publicaram os registros financeiros da igreja até 1959.

Por quê? Provavelmente a igreja era relativamente fraca nos primeiros cem anos da sua existência. Mas com seu crescimento e com o aumento das arrecadações do dízimo na última metade do século 20, ela começou a enriquecer.


Assim, os líderes não querem os membros (ou não-membros) saibam o quão rica a igreja se tornou, e também não querem ser responsabilizados pelos membros, quando estes souberem como o dízimo doado para a igreja é utilizado. Assim, a igreja só publica as suas informações financeiras relativas a países específicos, se as leis desses países assim o exigirem, como é o caso Reino Unido.

Certamente, não há probelmas em "nomear" líderes da igreja para a gestão dos fundos, assim como as empresas o fazem. No entanto, apesar dos acionistas das empresas não estarem geralmente envolvidos em como a empresa gastará o dinheiro, cada acionista recebe um relatório anual resumindo a forma como o dinheiro foi gasto e qual é a situação financeira da corporação.

Os dizimistas SUD não recebem absolutamente nada a respeito de como seus dízimos foram utilizados. Torna-se evidente a grande hipocrisia: a igreja para não revela as suas finanças aos membros, mas exigem que esses membros revelem todas as suas finanças à igreja, todos os anos, no acerto do dízimo no mês de dezembro.

Os Luteranos, por exemplo, podem usar a internet e, indo ao site específico (aberto à todos membros ou não membros), podem verificar todas as operações financeiras de qualquer congregação de todo o mundo. Este é um modelo de confiança e honestidade, que a igreja mórmon deveria imitar.

Quanto dinheiro a Igreja mórmon tem?


As finanças da igreja são um segredo muito bem guardado. Ninguém pode dizer com certeza o quanto a Igreja SUD vale.

Apesar de sempre existirem processos contra a Igreja, os tribunais geralmente exigem que as finanças do réu (no caso, a igreja) sejam fornecidas aos tribunais para ajudar a avaliar a melhor solução para o caso. Os advogados da igreja usam de todos os meios para impedir que estas informações financeiras sejam divulgadas.

O especial da PBS 'Os mórmons’ estimou que a Igreja SUD vale cerca de US $ 80 bilhões. Essa estimativa é provavelmente baixa. A igreja deve valer mais de US $ 100 bilhões, pois é a religião mais rica per capita do mundo, com uma receita anual livre estimada em US $ 6 bilhões por ano.


A Igreja Mórmon possui 928.000 hectares na América do Norte, sendo a maior proprietária de terras no Wyoming, a segunda maior proprietária de terras no Nebraska (Ted Turner  é o número 1), tem as maiores fazendas de gado em 48 estados (inclusive a Deseret Citrus and Cattle Ranch, na Flórida - foto acima). Ainda, é a maior proprietária de terras estrangeiras no Reino Unido.


Ela também possui várias empresas, várias estações de rádio e televisão, a sua própria companhia de seguros, e há rumores de ser a maior produtora de carne de bovina dos E.U.A. 

É proprietária de shopping e tem enormes quantidades de ações de muitas empresas. E a lista continua aumentando (veja AQUI). 


No Havai, propriedades enormes estão em nome da igreja SUD, incluindo uma franquia do hotel Marriott, o Polynesian Cultural Center (que é a atração turística mais visitada no Havaí), bem como a Universidade Brigham Young, sem contar as milhares de capelas em todo o mundo. 

Ao mesmo tempo, a igreja prega e estimula, mesmo os membros mais pobres, que paguem o dízimo antes de comprar mantimentos ou pagar suas dívidas. Os membros devem ter fé que o Senhor proverá. O que essas preocupações financeiras têm a ver com o bem-estar espiritual de seus membros?


Na Grã-Bretanha, todas as religiões e instituições de caridade são obrigadas a tornar públicas as suas informações financeiras. Consequentemente, a Igreja Mórmon tem suas finanças relativas ao Reino Unido publicadas on line. A população mórmon na Grã-Bretanha é relativamente pequena, mas mesmo assim a igreja arrecadou cerca de 259 milhões de euros, com despesas de 25milhões de euros. Imagine quanto deve ser arrecadado mundialmente pela igreja SUD.
Veja mais detalhes em PDF AQUI

O autor da webpage Main Street Plaza fez alguns cálculos utilizando as vastas fazendas de gado da igreja na Flórida, e calculou que ela possui cerca de 0,7% das terras da Flórida, ou 12 vezes o que a Disney Corp possui. Além disso, por se tratar de propriedades de uma igreja, não há tributação sobre suas propriedades.Confira maiores informações AQUI.

Como a igreja gasta o dinheiro?

O Presidente Hinckley, em uma entrevista coletiva, admitiu que a igreja é muito rica. Porém, ele afirmou que o valor da igreja não provém de lucros de produção, o que é, no mínimo, contraditório.

A igreja possui muitas empresas que geram lucros. Os cerca de US$ 6 bilhões anuais é o lucro que a igreja tem das contribuições de seus membros e também de seus negócios, e seus gastos são relativamente pequenos em relação à sua renda.

Todo o dinheiro que ela recebe é isento de impostos, assim como as suas propriedades. É importante ressaltar que a igreja possui praticamente todas as suas propriedades (terrenos, capelas, templos, escritórios, etc) para não pagar aluguel.

Basta pensar que apenas o dízimo de uma classe média dizimista integral é suficiente para pagar todos os gastos da construção de templos, capelas e manter o salário de vários membros que trabalham na igreja. Assim, todo o restante vai para Salt Lake.

Talvez em alguns países estrangeiros, os gastos excedam as arrecadações, mas isso acontece em qualquer negócio que está tentando se estabelecer em novos mercados. Porém, essas pequenas diferenças são compensadas pelo pagamento do dízimo pelos membros dos países mais ricos e desenvolvidos - especialmente os Estados Unidos.

Imagine se você possuísse uma empresa, onde a regra seria que os seus clientes doassem 10% de sua renda todo mês, e sua empresa daria, como retorno, belos edifícios e alguns discursos feitos periodicamente pelos proprietários. Apenas imagine como essa empresa seria fenomenalmente lucrativa!

As Reserva de Caça da igreja mórmon

A maioria dos SUDs estão conscientes de que a igreja gasta o dinheiro do dízimo em seus templos, capelas, subsidiam a Universidade Brigham Young, e os ocasionalmente em causas humanitárias, estas muito bem divulgadas. Mas o que os membros sabem sobre as Reservas de Caça da igreja?


A Igreja SUD é proprietária e opera, pelo menos, duas Reservas de Caça: a Deseret Land and Livestock, e a Westlake Hunting Preserve, no Condado de Utah. Quando os SUDs descobrem que essas Reserva de Caça são de propriedade e direção da igreja, ficam horrorizados.

Missionários são chamados para cuidar de pássaros e outros animais, assim eles serão saudáveis e se multiplicarão em grandes quantidades. Isso garante que serão caçados nestas Reservas, gerando grandes lucros para a igreja.

Você pode ler sobre essas reservas no Deseret News (AQUI), bem como sobre a caça na Sunstone Magazine (AQUI). Ouça também um debate sobre a Reserva de Caça, em formato MP3, da Sunstone: Sacrificing Principle for Profit: Church Wildlife Enterprises and Hunting Preserves

O Tsunami – um breve balanço da caridade – 2004 e 2005

2004 – o balanço financeiro anual é enviado à Comissão de Caridade, mostrando que os membros da Igreja no Reino Unido doaram £252.000 para o Fundo de Ajuda Humanitária. A Igreja gastou £52,000, deste fundo em projetos humanitários no Reino Unido.

O Fundo de Doações de oferta de jejum totalizou £1.319.000. Este foi adicionado ao saldo já existente de £ 1.186.000 no fundo. £ 500.000 foram transferidas para as ‘irmãs da caridade da Igreja SUD’ (Previdência Social), que aplicaram esses recursos para o alívio dos pobres e necessitados, não só no Reino Unido e Irlanda, mas a outros países da Europa e África.


26 de dezembro de 2004 - às 07.58 do horário local, ocorreu um terremoto na costa oeste de Sumatra, na Indonésia, medindo 9,3 graus na escala Richter. Como consequência do terremoto, um tsunami devastou milhares de comunidades ao redor do Oceano Índico, e o número de mortes foi medido em centenas de milhares.

29 de dezembro de 2004 – No domingo seguinte, um comunicado da Primeira Presidência da igreja SUD é lido no púlpito, durante a Reunião Sacramental.

"Em parceria com outras agências humanitárias, a Igreja está estendendo ajuda humanitária substancial às pessoas atingidas do sul da Ásia. Temos representantes no local, que estão avaliando as necessidades e que estão administrando a ajuda.

No próximo domingo, 2 de janeiro de 2005, será o nosso domingo regular de jejum. Nas atuais circunstâncias, exortamos o nosso povo para lembrar, em suas orações, daqueles que se encontram nas áreas devastadas e de contribuir de forma mais generosa com as ofertas de jejum, o que tornará possível para a Igreja aumentar a sua ajuda para aqueles cujo sofrimento é tão grande."

1 de janeiro de 2005 – O Fundo de Ajuda Humanitária da igreja SUD começa o ano com um saldo positivo de £ 200.000. O Fundo de Jejum começa o ano com um saldo de £ 2.005.000 (dois milhões e cinco mil libras).

2005 – As Demonstrações Financeiras Anuais apresentados à Comissão de Caridade revelam que os membros da Igreja mórmon, no Reino Unido, doaram £ 509.000 ao Fundo de Ajuda Humanitária. A igreja gasta £ 34,000 em projetos dentro do Reino Unido.

Doações ao Fundo de oferta de jejum totalizaram £1.597.000. Este foi adicionado ao saldo já existente de £ 2.005.000 no fundo. £ 500.000 foram transferidas para as ‘irmãs da caridade da Igreja. Esse dinheiro foi gasto em "Despesas Diretas com Caridade", que são definidas como "despesas diretamente relacionadas com objetivos de caridade". Em teoria, isso significa a construção de capelas ou o pagamento de pessoal (que representaram £ 1.094.000 em 2005).

Em resumo – Fundo de Ajuda Humanitária (2004 e 2005)

Arrecadado - £761,000
Gastos - £86,000 (11%)
No Tsunami - zero
Valor restante no banco - £675,000

Fundo de Oferta de Jejum (2004 e 2005)
Arrecadado (mais valor já existente) - £4,102,000
Gastos - £1,000,000 (24%)
No Tsunami – Impossível quantificar *
Valor restante no banco - £3,102,000

(* Uma vez que o dinheiro foi gasto no Reino Unido e Irlanda, o valor gasto em outras partes da Europa e da África é provavelmente nulo. Sabemos que algumas partes da África foram afetadas pelo tsunami, mas não muito, e em nenhuma parte do relatório há alguma referência de ajuda para as vítimas do tsunami).

Por que se preocupar? Sabemos que a igreja prestou assistência real para algumas áreas afetadas; não podemos negar que a igreja faz algo bom com o dinheiro. O problema é que, os que estavam na reunião sacramental quando a carta foi lida, e acompanharam os acontecimentos sobre o Tsunami, acreditaram no comunicado da igreja, onde ela se compromteia a realmente doar um montante maior para a caridade se os membros assim o fizessem. No entanto, grande parte do dinheiro 'extra', doado especificamente para este fim, foi para a conta bancária da igreja.

Para ler mais detalhes dos valores acima citados, veja os links abaixo:



Comentários: A Igreja SUD quase não gasta seu dinheiro em ajuda humanitária. Menos de 1% das suas receitas realmente ajudam os pobres e necessitados. E, como demonstrado no evento do tsunami, a igreja nem sempre gasta o dinheiro de acordo com o que informam aos membros.

A igreja recusa-se a publicar como gasta o seu dinheiro, assim ninguém sabe ao certo o quanto ela gasta e quanto é a sua vasta riqueza, exceto por algumas inormações que vazam e são publicadas.

Mas é certo que a igreja tem muito mais do que necessita, e a forma que ela gasta seu dinheiro, como em shopping ou em Reservas de Caça é, provavelmente, uma forma que Jesus não iria gastar se ele estivesse dirigindo a igreja.

Como a Igreja deveria gastar o dinheiro?

Cristo ensinou que devemos vender tudo que temos e dar aos pobres. Como isso não é prático, porque a igreja não poderia vender os seus bens não-eclesiásticas e ajudar os pobres? A igreja tem realmente necessidade de algo além das capelas, templos, Centros de Treinamento dos Missionários (CTMs), centros de história da família, e centros de visitantes?

"Os Santos pensadores poderiam se perguntar se a igreja deve gastar mais de seus recursos em programas que beneficiam a sociedade, ao invés de enriquecer ainda mais uma empresa financeira enorme." P 119, Mormon America, Richard Ostling

"A riqueza [da igreja mórmon] move-se, geralmente, sob a forma de projetos de construção e não, como seria de se esperar, do bem-estar das congregações dos Estados Unidos para as congregações do exterior." P. 126, Mormon America, Richard Ostling

Após tudo o que foi exposto, não se espante, mas a igreja age como se fosse pobre e precisasse de dinheiro. Por volta do ano 2000, a Igreja demitiu os zeladores das capelas e outros funcionários da Igreja, alguns dos quais trabalhavam no escritório da igreja.

Os zeladores, embora não recebessem altos salários, faziam um trabalho essencial de limpeza e manutenção dos prédios. Ainda, era uma boa forma para a igreja ajudar os que realmente precisava de um trabalho.Agora, a igreja solicitam que os membros limpem seus próprios edifícios e capelas em seus dias de folga (como se eles não gastassem tempo suficiente nos serviços voluntários da igreja)

A igreja também reduziu os gastos locais, colocando o máximo de membros em uma capela. Em vez de apenas uma ou duas alas partilharem um edifício, agora três ou quatro alas o fazem. Assim, como o tempo de adoração aos domingos é cerca de 3 horas e meia, os horários de cada ‘culto’ são sobrepostos, e um grande número de pessoas superlotam as capelas, com barulhos entre o término das aulas de um grupo quando outro grupo ainda está em aula.

Isso seria aceitável se houvesse um motivo real, mas apenas para economizar o valor de construção de outro prédio ou um edifício maior por uma entidade que possui cerca de 100 bilhões de dólares... é no mínimo, nada cristão e muito egoismo dos líderes da igreja. Eles também cortaram os orçamentos em vários programas locais da igreja apesar da igreja ser consideravelmente mais rica hoje. No entanto uma coisa positiva foi eliminar o fundo de construção, e agora essas despesas saem da receita do dízimo


A Igreja poderia doar mais dinheiro aos pobres e necessitados (dentro e fora da igreja), sem esperar nada em troca dos membros. Também deveria construir capelas suficientes para que os membros pudessem usar os edifícios durante períodos razoáveis. A igreja deveria aumentar os orçamentos das alas para os membros pudessem usar o dinheiro que doaram no local que frequentam. 

A igreja deveria empregar novamente os zeladores. Os fundos de ajuda humanitária, os fundos missionário, etc., deveriam ser cobertos pelo dízimo, que é mais do que suficiente para pagá-los completamente muitas vezes. 


Os bilhões e bilhões de dólares investidos em empresas, quando deveria estar fazendo a real caridade, não dá ao mundo um bom exemplo do que é ser realmente cristão.

Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net