Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis



 INVESTIGAÇÕES SOBRE A IGREJA SUD
POLIGAMIA - celestial/plural

CASAMENTO CELESTIAL OU CASAMENTO PLURAL?

Texto traduzido e adaptado de Mormonism Research Ministry

Alguns SUDs, como Fordham, da FARMS, alegam:

"Os críticos mostram sua ignorância da doutrina mórmon, afirmando que, segundo os líderes da igreja primitiva, o casamento plural é necessário para a entrada no mais alto grau no Reino Celestial. A doutrina não era o casamento plural, mas o casamento eterno. Isso é o que Doutrina e Convênios claramente diz. O fato dos líderes da igreja primitiva estarem vivendo o princípio do casamento plural não altera o que a doutrina é ... Há uma diferença entre a doutrina e a forma como ela é administrada. A doutrina foi o casamento eterno. A administração da doutrina pode ser singular ou plural. Mesmo com o término do casamento plural, a doutrina do casamento eterno continua a ser praticada hoje." (Fordham, Michael W. Mormonism 201—3 Pitches, 3 Strikes, and McKeever and Johnson Are OUT"- FAIR-affiliated LDS apologist)

Infelizmente, este argumento está errado. Afirmar que a "união celestial" equivale a "casamento eterno" (em vez de casamento plural) não condiz com o ensinamento original da igreja.

Esta resposta pode ser rastreada até pouco depois da aprovação da lei Edmunds, em 1882. Segundo o professor de história B. Carmon Hardy, repetir este argumento sobre "casamento eterno" remonta ao final de 1800, quando:

"um artigo no jornal Deseret News afirmou que o casamento celestial não era o mesmo que pluralidade. Ainda, as autoridades mórmons começaram a dizer que o casamento celestial envolvia apenas uma união para a eternidade e que isso era o que eles ensinavam às pessoas. Nas tentativas de convencer o Congresso que Utah deveria ser um Estado, Franklin S. Richards insistiu que o casamento plural não era permissivo e que o casamento celestial significava nada mais do que ser selado a um único parceiro por toda a eternidade." (Hardy, B. Carmon, Solemn Covenant (Urbana, IL: University of Illinois, 1992), 54).

Numerosas citações dos primeiros líderes SUD apoiam os achados de Hardy de que "casamento plural " originalmente era a mesma coisa que casamento celestial e, como tal, era essencial para a exaltação no reino celestial:

Brigham Young, 1855:
"Se qualquer um de vocês negar a pluralidade de esposas e continuar a fazê-lo, eu prometo que vocês serão condenados, e vou ainda mais longe e digo, peguem esta revelação ou qualquer outra que o Senhor nos deu, e neguem-na em seus sentimentos, e prometo que vocês serão condenados” [grifo nosso] (Brigham Young, July 14, 1855, Journal of Discourses (Liverpool: Orson Pratt, 1856; lithographed reprint of original edition, 1966), vol. 3, 266.)

Brigham Young, 1862:
"Por que acreditamos e praticamos a poligamia? Porque o Senhor introduziu-a aos seus servos em uma revelação dada a Joseph Smith, e os servos do Senhor sempre a praticaram ... Esta é a religião da Abraão e, a não ser que façamos as obras de Abraão, não somos a semente de Abraão e seus herdeiros conforme a promessa” [grifo nosso]. (Brigham Young, July 6, 1862, Journal of Discourses (Liverpool: George Q. Cannon, 1862; lithographed reprint of original edition, 1966), vol. 9, 322)

Brigham Young, 1866:
"Os únicos homens que se tornam deuses, até mesmo os Filhos de Deus, são aqueles que entram na poligamia. Outros até atingem uma glória, e podem até serm autorizados a entrarem na presença do Pai e do Filho, mas eles não poderão reinar como reis em glória, porque eles tinham as bênçãos oferecidas a eles e eles se recusaram a aceitá-las” [grifo nosso]. (Brigham Young, August 19, 1866, Journal of Discourses, (Liverpool: B. Young, Jr., 1867; lithographed reprint of original edition, 1966), vol. 11, 268-269)

Resoluções do Protesto mórmon, 1870:
"Primeiro, fica resolvido que o Soberano Supremo do universo tem o direito de comandar o homem nas preocupações da vida, e é dever do homem obedecê-Lo.

“Segundo, que, de acordo com o conhecimento positivo de um grande número de pessoas que já entraram na doutrina do casamento celestial, ou pluralidade de esposas [termos sinônimos] que foi revelada ao profeta Joseph Smith, e por ele estabelecido na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias como uma lei revelada de Deus, portanto, seja resolvido que nós, os membros da dita Igreja, em reunião geral, seriamente e solenemente declaramos diante de Deus todo-poderoso que apoiamos que a dita ordem do casamento [casamento plural] é um princípio cardeal da nossa fé religiosa, nos afetando não apenas durante o tempo, mas para toda a eternidade, e é tão sagrada e obrigatória como qualquer outro princípio do Santo Evangelho do Filho de Deus.

“Terceiro, fica resolvido que o casamento celestial, ou a pluralidade de esposas, é o princípio da nossa santa religião, que confere ao homem o poder de vidas infinitas ou crescimento eterno, e está portanto, além da promulgação legislativa; a mulher estar casada com o homem por toda a eternidade pela autoridade do Santo Sacerdócio, delegada de Deus para ele” [grifos nosso]. (These resolutions were prepared by a committee of thirteen Mormon leaders and adopted by attendees of a meeting called to protest the passage of the McCullum Bill.)

Wilford Woodruff, 1873:
"O Presidente B Young falou por 1 hora e 18 minutos. Em seu discurso, disse que um homem que não tem mais de uma esposa, na ressurreição aquela mulher não será dele, mas será tirada dele e dada a outro. Mas ele pode ser salvo no reino de Deus, mas será solteiro para toda a eternidade." (Wilford Woodruff Journal, vol. 7, 152. Available on the New Mormon Studies CD ROM: Comprehensive Resource Library (Salt Lake City: Signature Books, 2000).)

Joseph F. Smith, 1878:
"Algumas pessoas têm suposto que a doutrina do casamento plural é  supérflua ou não-essencial para a salvação da humanidade. Em outras palavras, alguns dos Santos tem dito e acreditado que um homem com uma esposa selada a ele pela autoridade do Sacerdócio no tempo e na eternidade, receberá uma exaltação tão grande e gloriosa, se ele for fiel, como ele poderia possivelmente com mais de uma [esposa]. Gostaria aqui de introduzir meu solene protesto contra essa idéia, pois eu sei que é falsa.

“Não há bênção prometida exceto sob estas condições, e nenhuma bênção pode ser obtida pela humanidade exceto pelo fiel cumprimento das condições ou da lei sobre a qual as bênçãos são prometidas. O casamento de uma mulher com um homem para tempo e eternidade, pelo poder do selamento, de acordo com a lei de Deus é um cumprimento da lei do casamento celestial em parte ... Mas este é apenas o início da lei, não a totalidade dela. Portanto, quem imaginou que poderia obter a plenitude das bênçãos que pertencem à esta lei celestial, através do cumprimento de apenas uma parte de suas condições, enganou-se. Ele não pode fazê-lo” [grifo nosso] (Joseph F. Smith, Journal of Discourses, vol.20, p.28-29)

Primeira Presidência da Igreja Mórmon, 1891:
"Nós anteriormente ensinamos ao nosso povo que a poligamia, ou casamento celestial, conforme ordenado por Deus através de Joseph Smith, estava correta; que era necessária para a maior exaltação do homem na vida futura. Essa doutrina foi publicamente promulgada pelo nosso presidente, o falecido Brigham Young, quarenta anos atrás, e foi constantemente ensinada e impressa aos Santos dos Últimos Dias até pouco tempo, antes de setembro de 1890. Nosso povo é devoto e sincero, e eles aceitaram a doutrina, e muitos pessoalmente abraçaram e praticaram a poligamia.” [grifo nosso] (First Presidency of The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints, "Petition For Amnesty," December 19,1891, available online at http://www.polygamyinfo.com/Petition%20For%20Amnesty.htm)

Melvin J. Ballard, 1934:
"Eu vos garanto que houve aqueles que no passado, incluindo alguns dos líderes da Igreja, em momentos de estresse, exortaram os irmãos a entrarem no casamento plural e deixaram a inferência de que o casamento plural era o único casamento para se obter o mais alto grau de glória celestial [grifo nosso]." (Letter to Eslie D. Jenson, July 21, 1934, online at http://www.kingdomofzion.org/doctrines/library/fullness/FG_Marriage.txt)

Aparentemente, estas e muitas outras declarações dos primeiros líderes SUDs são ignoradas.

Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net