INVESTIGAÇÕES SOBRE A IGREJA SUD
POLIGAMIA - motivos 1

QUAIS OS MOTIVOS PARA A POLIGAMIA? - parte1



Frequentemente os SUDs encontram vários motivos para a prática da poligamia. Baseiam-se em alguns versículos bíblicos, que serão discutidos em breve, e na história da migração para Utah.

O mito mais propagado é que, por causa da perseguição, muitos homens morreram, deixando para trás viúvas e crianças, que precisavam de um homem que as sustentasse. Ainda, havia um excedente muito grande de mulheres solteiras, que também precisavam de um lar. 

Assim, os homens SUD, movidos por descomunal generosidade, decidiram casar-se com várias mulheres, MAS APENAS PARA SUSTENTÁ-LAS. De acordo com o mito, esses casamentos jamais foram consumados.

Vamos analisar partes deste mito: 
1 - excesso de mulheres, e viúvas
2 - casamentos para sustentá-las
3 - casamentos não consumados
  

1 - EXCESSO DE MULHERES


O apóstolo mórmon John Widsoe desmascarou esta explicação comum:

"O casamento plural tem sido objeto de grandes e frequentes comentários. Os membros da Igreja não estão familiarizados com a sua história, e muitos não membros criaram razões falaciosas para a origem desse sistema de casamento entre os Santos dos Últimos Dias.

“A mais comum destas conjecturas é que a Igreja, através do casamento plural, procurou oferecer maridos para o seu número excedente de membros do sexo feminino. O pressuposto implícito nessa teoria, que havia mais mulheres do que homens membros da Igreja, não é apoiado pelas  provas existentes. Pelo contrário, parece ter havido sempre mais homens do que mulheres na Igreja...

"Os registros do censo dos Estados Unidos entre 1850-1940, e todos os registros da Igreja, de modo uniforme, mostram uma preponderância de homens em Utah e na Igreja. Na verdade, este excesso em Utah é geralmente maior do que em todos os Estados Unidos...

“Orson Pratt escreveu em 1853, a partir de seu conhecimento das condições de Utah, falando sobre o número de mulheres quando este foi supostamente o maior, e isto é uma declaração contra a opinião de que as mulheres foram mais numerosas que os homens em Utah...

"Outra suposição é que as pessoas eram poucas em número e que a Igreja, desejando maior número, permitiu a prática para que um aumento fenomenal na população pudesse ser alcançado. Isso não pode ser defendido, já que não havia excesso de mulheres."
(Evidences and Reconciliations, 1960, página s 390-392)

Outra fonte, mas também uma publicação SUD, o Juvenille Instructor, afirma:

"Mas então, a proporção dos sexos em Utah não admitiria, neste momento, uma extensa prática do casamento plural. Quando o censo foi feito há cinco anos atrás, havia 143.963 almas no Território de Utah, não contando os índios. Neste número, houve um excesso de 5.055 homens sobre as mulheres. Isto não parece justificar uma extensa prática do casamento plural..." [1]

<!-- /* Font Definitions */ @font-face {font-family:"Cambria Math"; panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:roman; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1107304683 0 0 159 0;} @font-face {font-family:Calibri; panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1073750139 0 0 159 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-unhide:no; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; margin-top:0in; margin-right:0in; margin-bottom:10.0pt; margin-left:0in; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-bidi-font-family:"Times New Roman";} span.longtext {mso-style-name:long_text; mso-style-unhide:no;} span.citation {mso-style-name:citation; mso-style-unhide:no;} .MsoChpDefault {mso-style-type:export-only; mso-default-props:yes; font-size:10.0pt; mso-ansi-font-size:10.0pt; mso-bidi-font-size:10.0pt; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-hansi-font-family:Calibri;} @page Section1 {size:8.5in 11.0in; margin:70.85pt 85.05pt 70.85pt 85.05pt; mso-header-margin:.5in; mso-footer-margin:.5in; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} -->
Além do menor número de mulheres existentes em Utah, a prática da poligamia criou uma escassez ainda maior de mulheres disponíveis para o casamento. Como o tipo de poligamia praticada era a poliginia, esta pode ter causado uma escassez de noivas na comunidade SUD daquela época (Abanes, Richard (2003), One Nation Under Gods: A History of the Mormon Church, Thunder's Mouth Press). 

Assim, na realidade, o “arrebanhamento” de mulheres pelos líderes da igreja contribuíram para a diminuição real das novas uniões polígamas antes mesmo do Manifesto de 1890. Isto aconteceu porque muitos jovens mórmons, na idade de se casarem, encontravam as meninas que eles poderiam cortejar já tomadas por líderes hierarquicamente superiores.

Heber C. Kimball, um líder SUD, abordando os missionários que partiam, disse:

“Irmãos, eu quero que vocês entendam que as coisas não devem ser como tem sido até agora. Os irmãos missionários têm o hábito de escolher as mais belas mulheres para si antes de chegarem aqui, e trazem as feias para nós. Vocês devem trazer todas aqui, antes de tomar qualquer uma delas, e vamos todos ter um tratamento justo.” (Hirshon, Stanley P. (1969), The Lion of the Lord, Alfred A. Knopf )

Em outra ocasião, ele disse:

"Digo para aqueles que são eleitos para irem em missão... não vão ao mundo para nada além de pregar o Evangelho, edificar o reino de Deus e reunir as ovelhas para o redil. Vocês são enviados como pastores para reunir as ovelhas, e  lembrem-se que não são suas ovelhas: elas pertencem a Ele, que as envia. Então não escolham nenhuma dessas ovelhas, não façam seleções antes delas serem trazidas para casa e colocadas todas juntas. Que vocês entendam isso. Amém.” (Heber C. Kimball, Journal of Discourses, vol. 6, p.256 - 28 agosto 1852)


Estatistica populacional de Utah entre1850 e1950 (apenas caucasianos) a partir do US Census Bureau


AnoHomensMulheres
1850
6,020
5,310
1860
20,178
19,947
1870
43,451
42,503
1880
73,477
68,946
1890
108,943
96,982
1900
138,923
133,542
1910
192,118
174,465
1920
227,232
214,669
1930
255,284
244,683
1940
274,587
268,333
1950
341,007
335,902

2 - CASAMENTOS PARA SUSTENTAR AS ESPOSAS <!-- /* Font Definitions */ @font-face {font-family:"Cambria Math"; panose-1:2 4 5 3 5 4 6 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:roman; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1107304683 0 0 159 0;} @font-face {font-family:Calibri; panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:-1610611985 1073750139 0 0 159 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-unhide:no; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; margin-top:0in; margin-right:0in; margin-bottom:10.0pt; margin-left:0in; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-bidi-font-family:"Times New Roman";} a:link, span.MsoHyperlink {mso-style-priority:99; color:blue; text-decoration:underline; text-underline:single;} a:visited, span.MsoHyperlinkFollowed {mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; color:purple; mso-themecolor:followedhyperlink; text-decoration:underline; text-underline:single;} span.longtext {mso-style-name:long_text; mso-style-unhide:no;} .MsoChpDefault {mso-style-type:export-only; mso-default-props:yes; font-size:10.0pt; mso-ansi-font-size:10.0pt; mso-bidi-font-size:10.0pt; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-fareast-font-family:Calibri; mso-hansi-font-family:Calibri;} @page Section1 {size:8.5in 11.0in; margin:70.85pt 85.05pt 70.85pt 85.05pt; mso-header-margin:.5in; mso-footer-margin:.5in; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} -->

"O homem teve de ser capaz de apoiar financeiramente todas as suas mulheres e as crianças envolvidas." [2]

Fatos históricos:

Embora seja verdade que os homens mais ricos eram geralmente os que se tornavam polígamos, a assistência financeira às mulheres não era, de forma alguma, uma constante dentro do sistema de casamento mórmon.

No livro Wagoner, lê-se: 

"Como o número de esposas permitidas nunca foi definido, alguns homens casavam-se além de suas capacidades." [3]

Todd Compton, no livro In Sacred Loneliness, afirma: 
"Aqui vemos uma outra característica da poligamia: os homens muitas vezes estavam dispostos a adicionarem esposas plurais em suas famílias, mas depois que o casamento realizava-se, descobriam que eles eram incapazes de sustentar as múltiplas famílias de forma adequada, e as esposas, muitas vezes tinham que confiar em irmãos e nos filhos adolescentes." [4]

Considere também, as seguintes observações de várias outras fontes:

"A pobreza sempre foi enfrentada por [BH] Roberts e sua família. Embora foram oferecidas a ele opções para ganhar a vida fora da igreja, ele escolheu escrever para as publicações da igreja, e aceitou os chamados adicionais também na Igreja. Ele foi um dos Setenta. Orgulhosamente ele via seu trabalho de missionário e presidente da missão como um chamado 'divino'." [5]


"O apóstolo Orson Pratt é um dos mais persistentes polígamos em Utah, e ele não tem nada para dar às suas mulheres para a sua manutenção. Elas esforçam-se o máximo que podem, de todas as maneiras para ganharem um sustento escasso para si e para seus filhos. Algumas delas vivem na miséria mais miserável e em pobreza degradante. Ele, enquanto isso, vai em missões estrangeiras e no país." [6]


"[Orson Pratt] estava vivendo em Salt Lake City. Ele havia deixado sua jovem esposa e seus filhos em Tooele - um lugar distante cerca de sessenta e cinco quilômetros. Lá, eles viviam em uma cabana miserável, e a jovem mãe sustentando seus pequenos o melhor que ela podia. Quando sua última criança nasceu, ela estava sofrendo todas as misérias da pobreza, dependendo inteiramente da caridade de seus vizinhos. Na época quando ela mais precisava da solidariedade gentil e do amor do marido, aquele marido nunca veio vê-la." [7]

3 - CASAMENTOS NÃO CONSUMADOS

Ao estudarmos cuidadosamente as declarações de Brigham Young e das demais autoridades gerais da igreja que praticaram a poligamia, veremos que esta era considerada essencial à salvação (veja várias destas citações AQUI), não existindo qualquer menção a casar com viúvas e necessitadas como forma de praticar a caridade.

Ainda, várias escrituras mórmons e citações afirmam que a poligamia foi dada como mandamento "para aumentar a semente". Mulheres e homens envolvidos nesta prática também deixaram várias declarações escritas em seus diários ou publicações, afirmando que seus casamentos eram consumados de fato. Veja AQUI.

Ao lermos sobre os grandes problemas causados por e em Emma Smith relativos à poligamia, as aflições que as mulheres passavam com os casamentos polígamos e os estranhos casamentos realizados, com citações dos envolvidos, podemos afirmar que, com certeza, os casamentos polígamos eram consumados.



______________
Notas:

1 - John Widsoe, Juvenile Instructor, vol. 20, p. 133 
2 - Fordham quoting Brigham Young University Studies, vol. 25, 97 
3 - Richard Van Wagoner, Mormon Polygamy: A History (Salt Lake City: Signature Books, 1989), p.90. 
4 - Todd Compton, In Sacred Loneliness: The Plural Wives of Joseph Smith (Salt Lake City: Signature Books, 1997), 199. 
5 - Melvin T. Smith, "Review of The Autobiography of B. H. Roberts," Utah Historical Quarterly, online at http://www.signaturebooks.com/reviews/autobiog.htm. 
6 -  Ann Eliza Web Young, Wife Number 19 (Hartford, CT: Dustin, Gilman and Co., 1876), online at http://antimormon.8m.com/youngchp8.html.
7 - Fanny Stenhouse, Tell It All (Hartford, CT: A.D. Worthington and Co., 1875), 522, online at http://antimormon.8m.com/fstenhousechp37.html.

Leia também:
Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net