INVESTIGAÇÕES SOBRE A IGREJA SUD
REMOVENDO SEU NOME DA IGREJA2

COMO REMOVER SEU NOME DOS ARQUIVOS DA IGREJA 
UMA HISTÓRIA VERÍDICA 


Esta é a história de um rapaz que se batizou na igreja mórmon, permaneceu por um bom período, mas que depois afastou-se – portanto, de um “ex-mórmon”.

Ele permitiu que eu reproduzisse sua história aqui, e esta se encontra em um site de relacionamento da internet.


Decidi publicar sua história aqui para mostrar as dificuldades que uma pessoa enfrenta ao tentar reitrar seu nome da igreja de uma forma digna. 

Parece que a igreja mórmon está optando por deixar os nomes dos inativos nos registros (para aumentar o número de membros) ou excomungá-los, para que sejam apontados de forma discriminatória pela família e amigos que permanecem na igreja!


Abaixo encontram-se as correspondências trocadas e a experiência que ele teve.

Vejam que interessante:

1 – No dia 22/12/2009:

“Carta de Renuncia que vou enviar esta semana:”

“Com esta carta, eu....

“com endereço e nascimento supra citado, peço oficialmente e notifico a Vossa senhoria sobre a minha demissão de membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, com efeito imediato a partir desta data. Com a minha demissão voluntaria neste momento corto todas as minhas relações com a Igreja, deixando de pertencer a todas as organizações pertinetes ao meu ofício no sacerdócio de sua Igreja e demais auxiliares.

“Por isso, peço que Vossa Senhoria faça as mudanças necessárias nos registros de membros da Igreja para indicar que não sou mais um membro. Estou familiarizado com os procedimentos descritos no Manual de Instruções da Igreja, e vos peço que possas preencher e enviar os formulários administrativos necessários o mais rapidamente possível.

“Garanto-vos que não estou dando este passo levianamente. Dediquei uma boa parte do pensamento, reflexão, meditação e estudo, durante um período considerável de tempo, a esta questão, e estou firme e inalterável na minha decisão de terminar a minha adesão.

“Estou ciente de que, segundo a doutrina da Igreja neste cancela todas as bênçãos, batismos, ordenações, as promessas, os convênios e a minha esperança de exaltação no reino celestial mórmon, e eu fiz a minha decisão de minha livre vontade, tal quando decidi por me batizar e me filiar a vossa Igreja. Tambem peço meu desligamneto com tal clareza e decisão.

Peço que ninguém representando a igreja entre em contato comigo por algum motivo que não seja para confirmar que meu pedido está sendo processado. Em particular, se recusam a falar com alguém da igreja que tenta discutir comigo sobre a sabedoria da minha decisão.

“É de meu entendimento que Vossa Senhoria é obrigado a indicar no formulário a minha razão "para sair." Por favor, indique as como "A pedido do membro" ou "razões doutrinárias," uma vez que é, na verdade, a Razão.

“Quero assegurar-vos que não estou deixando a Igreja por causa de alguma ligeira apostasia ou ofensa pessoal, ou porque eu tenho "pecado" ou não sou capaz de "manter os mandamentos". Eu simplesmente percebi que a respeito de sua Doutrina que não sou capaz de compreende-la, aceita-la e não mais acreditá-la e que não quero mais ser reconhecido como Mórmon ou Santo dos ltimos Dias.

“Peço que a minha solicitação de remoção do nome ser encaminhado imediatamente para o Presidente da Estaca.....de acordo com o Manual de Instruções da Igreja. Vou verificar Vossa Senhoria, vou aceitar o prazo de quinze dias como cabíveis para apresentar minha carta de renuncia, após este período terei dado como certa a aceitação da mesma e o envio ao Presidente da Estaca.

“Por favor, informe o Presidente da Estaca, Sr. X que eu renuncio a trinta dias de período de carência durante o qual o Presidente da Estaca pode analizar o pedido, a fim de me dar a oportunidade de desistir ou arrependerr. Pelo contrário, peço-lhe para processá-la sem demora. Por favor, peça ao Presidente da Estaca para avisar quando ele enviou o meu pedido para a sede da Igreja. Se eu não ouvi-lo, no referido prazo de quinze dias, vou dar como certo que meu pedido foi acatado sem demora.

“Vou considerar qualquer atraso desnecessário de ser uma violação dos meus direitos de livre associação e à liberdade de religião, garantido pelos Direitos Universais do Homem e pela Constituição Federal Brasileira, no artigo 5, inciso VI.

“Eu considero que este assunto seja confidencial, e eu insisto que nenhum representante da Igreja discutir a minha demissão com quaisquer outras pessoas que não os Oficiais da Igreja que estão a tratar do meu nome remoção ou aqueles que devem ser informados para exercerem funções de sua Igreja, que se algum funcionário da Igreja fala deste assunto fora dos canais oficiais, vou considerá-lo uma violação de confiança, uma violação dos regulamentos da igreja (CHI p. 130), e pedir uma reparação judicial.

“Obrigado por sua cortesia em honrar o meu pedido sem demora.

“Atenciosamente”

2 - Em 14 de janeiro de 2010, o rapaz recebeu a seguinte carta da igreja:

" Estimado Irmão X

“A presidência da Estaca ... está lhe convidando para uma entrevista formal em seu interesse (sic), para tratar a respeito de assuntos pessoais de ordem espiritual como um membro da igreja (sic).

“Irmão, você está sendo convidado a comparecer a esta Sede de Estaca para que possamos ouvi-lo e ajudá-lo a se qualificar para receber a vida eterna.

“Estaremos lhe aguradando no domingo dia 17/01/2010 ás ...no endereço..."

“no fim da carta ainda é citada a escritura mórmonesca de Nefi 9:22

“Portanto, todos aqueles que se arrependerem e vierem a Mim como criancinhas, Eu vos recebereis, pois deles é o Reino de Deus. Eis que por eles dei a vida e tornei a tomá-la; portanto, arrependei-vos e vinde a mim, onfins da terra, e salvai-vos"

3 Néfi 9:22

3 - NO DIA 17/01/2010, ELE COMPARECEU À REUNIÃO. Abaixo encontra-se o relato do que aconteceu:

“Fui ao Conselho de Amor....rs

“Chegando lá fui recebido primeiramente por alguns amigos de infancia, um sobrinho que faz parte do sumo conselho, um antigo rapaz que eu fui presidente na OR que hj e secretário, pelo ocnselheiro da estaca, que ja foi meu bispo enfim por um monte de pessoas que eu via nos olhos que estavam esperando que eu me "arrependesse" de meus pecados e etc...estas pessoas associadas a alguns amigos de longa data sào boas pessoas, crentes na instituicão mórmon, e que estavam preocupadas com minha alma ir para o inferno.

“Fui conduzido a uma sala para uma entrevista com a presidencia da estaca, fixzeram uma oração aonde nem amem proferi e logo apos o presidente da estaca foi falar comigo sobre o conselho de amor, não me contive e ri, mesmo que discretamente.

“Disse que minha ida a tal reunião não era para pedir perdão, tentar ser mórmon ou coisa do genero, mas que meu objetivo era meu desligamento da seita mórmon, de aquele momento em diante eu abriria mão de quaisquer prerrogativas que o sacerdocio mórmon ou a influencia de minha familia tem na igreja, que gostaria de me desvincular da Igreja de qualquer forma mesmp pela excomunhão, que para mim era apenas um processo administrativo e não espiritual.

“Fui arguerido sobre meus possiveis pecados, informei que em meu estado de convicção religiosa e filosofica minha concepção de pecado era bem diferente deles e que se eu houvesse cometido algum pecado isto era da minha conta e não da deles, falei que estava ali apenas para me desligar da igreja mórmon e que se eles continuassem com este interrogatorio estariam infrigindo meu direito de livre associação religiosa e civil, ocorrendo em assedio moral, sendo passiveis a processo.

“Depois disso pude ver que tinha vencido uma etapa, pois eles achavam que estava ali para implorar perdão e não que estava decidido a me desfiliar da igreja, algo impensável para eles.

“Logo em seguida fui para a sala do sumo conselho, para quem não sabe como é e o seguinte, ficam 16 pessoas, a presidencia da estaca, os 12 sumos sacerdotes de faz de conta, e os secretários, lá se encontravam amigos de duas decadas, garotos que cresceram comigo, homens que me viram crescer, pessoas que eu liderei, pude ver nos olhos deles o resquicio de esperança para que eu não tomasse a decisão de pedir a excomunhão, mas falei abertamente que estava ali para me desfiliar da Igreja Mórmon, por um simples motivo: Não acreditava em Joseph Smith, no sacerdocio mórmon e nem que a Igreja Sud era a Unica igreja verdadeira, que para mim tudo o que se refere a fé mórmon não me diz respeito e não queria mais ser associado a esta seita.

“Logo em seguida sai e me apresentaram um documento, pasmem uma carta padrão aonde tem espaço para o nome do individuo e a sanção disciplinar que lhe é imputada, quando ia assinar, para ter uma copia e certeza de minha desfiliacão, vi que estava escrito que era porque eu não vivia de acordo com os preceitos da fe mórmon, disse que não iria assinar porque meu problema não era esse, era que eu queria me desfiliar, ser excomungado e qualquer outra coisa do genero porque sabia que nada daquilo era verdade, na ausencia de tal documento sai sem assinar nada.”

COMENTÁRIOS:

1 - “Fontes seguras do escritório do templo, nos informaram que a partir de agora, todos os pedidos para retirada de registros do DRME acarretarão, segundo pedido da presidência de área, em CONSELHO DISCIPLINAR!

“Se você remeteu a CARTA PADRÃO para retirar o seu nome dos registros da Igreja, receberá um convite para participar de um conselho, e o resultado será : Desassociação ou Excomunhão!


“Vale lembrar que durante o processo de preparação para o conselho, em alguns casos, a Igreja estará municiada de um dossiê, que será apresentado à pessoa, contendo sua participação e envolvimento em sites de relacionamentos com grupos que discordam abertamente da Igreja Mórmon!




2 - "Isso mostra a verdadeira cara da seita dos mórmons, da religião dos mórmons, autoritarismo, perseguição, inquisição, etc.
Estão demonstrando desespero e desconforto com a internet, muitos se tornam ex-mórmons por causa da quantidade de informações que a seita deles não transmite e a internet mostra tudo claramente:
1) José Smith foi um aproveitador religioso, polígamo, casou-se ou selou-se com meninas menores e mulheres que já eram casadas - muitos desses selamentos foram feitos às escondidas;

2) O livro de mórmon é uma farsa (O DNA e a ciência já provaram isso), outros escritos dele também são todos falsos e plágios;

3) O racismo (tão escondido e varrido debaixo do tapete) agora é revelado: as declarações do Brigham Young e outros líderes mórmons foram racistas, ofenderam a raça negra. Há ainda mórmons de plantão no Mormon Thought que dizem que eles não declararam nada daquilo, negam a própria história da seita mórmon, fingem que desconhecem, são hipócritas;

4) Os templos luxuosos, as capelas luxuosas, de nada servem se não tiverem frequentadores, ficam às moscas, fechados, ociosos, etc. O dinheiro não compra a mente das pessoas racionais e que buscam inforamações na internet, O número de inativos da seita mórmon é assustador, pode chegar a mais de 90% no Brasil e no mundo;

5) O dízimo, cobrado mensalmente em todas as transações: ganho de salários, venda de qualquer bem móvel ou imóvel, a seita quer o dízimo, e se o membro não pagar é cortado de suas responsabilidades (cargos, recomendação para o templo, etc).

Todas essas realidades os mórmons omitem, procuram sobrecarregar seus adeptos com bastante cargos e responsabilidades, não deixando sequer tempo para pensarem e questionarem a grande besteira que é ser membro da seita dos mórmons.

Se munem de dossies, estão incomodados com as denúncias fundamentadas da internet, não tem como barrar o avanço das inforamações!"

3 - "pois é... na igreja mormon existe essa falsidade... peça para entrar no mormonismo e entre facilmente, mas somente saira de la excumungado, expulso, chingado e com a reputaçao manchada pelos mormons... porque os mormonistas estao sempre prontos para estragar a vida dos outro"

4 - "se vc souber ser falso vc tem tudo nesta Igreja, pois a raiz dela é a mentira, vc precisa acreditar todo dia, tntar se convencer.
Nào é a toa que vc é convidado em 12 domingos no ano a mentir pra vc mesmo em frente a toda a congregação na reuniao de testemunho, dizendo que esta igreja e verdadeira, sabe porque...pelo simples fato de todos darem apoio as suas mentiras em conjunto...parece terapia de grupo...coisa do AA...eu sei que esta igreja e verdadeira..por mais um mes..."

5 - “A minha impressão é que uma medida dessa natureza (expulsar alguém que pede para ser desligado) é uma violação do direito de associação, garantido constitucionalmente.

(O direito de entrar numa organização e dela sair.)”

“Nos EUA isso ja pegou anos atras. A multinacional LDS Inc. estava nervosinha, excomungando quem tinha a AUDACIA de pedir desligamento - até que açoes judiciais começaram a chover, e a seita foi obrigada a respeitar o livre arbitrio alheio e o direito de ir, vir e ficar (ou não ficar).

“Mesma velha historia que SEMPRE se repete: a multinacional mórmon ADORA aprontar, até ser OBRIGADA a andar na linha e agir com decencia.”


6 – “sem duvida nenhuma a igreja mórmon ao impedir que seus ex'adeptos saiam do mórmonismo, está impedindo o livre arbitrio de todos os que querem sair do mórmonismo... e ainda é valido lembrar que os mórmons ensinam muito sobre liberdade, livre arbitrio, arbitrio moral... mas não e não exercitam estes principios de forma nenhuma, e quando dizem exercitar estes principios, estão sendo falsos e não estão exercitando a liberdade, o livre arbitrio, o arbitrio moral...”

Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net