INVESTIGAÇÕES SOBRE A IGREJA SUD
Seguir cegamente o profeta

SEGUINDO CEGAMENTE AO PROFETA


Muitas vezes nos deparamos com certos mórmons e simplesmente não conseguimos entender certos atos ou posições por eles tomadas.


Várias doutrinas mórmons contrariam os ensinamentos cristãos, mas mesmo assim os SUDs as seguem fielmente.


Quais seriam as motivações que eles tem para darem as costas ao bom senso? Para serem tão taciturnos em suas opções?


Há uma explicação muito simples: doutrinação!


A seguir, veremos o que sempre é ensinado aos SUDs nas aulas dominicais, nos discursos, nas Conferências e em outras reuniões. Estes ensinamentos tambésm estão publicados em vários livros e na revista da igreja, A Liahona.


As palavras e os exemplos mudam, mas o princípio é sempre o mesmo. O presidente Ezra Taft Benson, em um discurso, resumiu parte desta doutrinação, onde os mórmons devem seguir cegamente os homens que eles acreditam serem profetas.




CATORZE FUNDAMENTOS PARA SEGUIR O PROFETA
By President Ezra Taft Benson
Tuesday, February 26, 1980, 10:00 a.m.


Para ajudar vocês a passarem nos testes cruciais que temos pela frente, vou dar-lhes hoje uma chave de várias facetas que, se vocês honrarem, serão coroados com a glória de Deus e serão vitoriosos apesar da fúria de Satanás.


Logo estaremos honrando nosso profeta em seu 85 º aniversário. Como cantamos o hino, "Graças damos à Ti, oh Deus, por um profeta." Aqui está a maior chave – Siga o Profeta - e há catorze fundamentos para seguir o Profeta, o Presidente da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.


PRIMEIRO: O PROFETA É O ÚNICO HOMEM QUE FALA COM DEUS SOBRE TODAS AS COISAS.


DeC 132: 7
DeC 21:4-6


SEGUNDO: O PROFETA VIVO É MAIS IMPORTANTE PARA NÓS DO QUE AS OBRAS-PADRÃO.


O Presidente Wilford Woodruff falou de um incidente interessante que ocorreu na época do Profeta Joseph Smith:


"Vou me referir a uma determinada reunião que participei, na cidade de Kirtland, logo no início. Nessa reunião, foram feitas algumas observações que também foram feitas aqui hoje, relativas ao oráculo vivo e a palavra de Deus escrita. O mesmo princípio foi apresentado, embora não tão intensamente como foi aqui, quando um homem da liderança da Igreja se levantou e falou sobre o assunto: 'Você tem a palavra de Deus antes de você, aqui na Bíblia, no livro de mórmon e em Doutrina e Convênios. Você tem a palavra de Deus escrita, e você, que nos dá revelações, deve dá-las de acordo com estes livros, pois o que está escrito nos livros é a palavra de Deus. Nós devemos limitar-nos à eles. "
‘Quando ele concluiu, o irmão Joseph virou-se para o irmão Brigham Young e disse: 'Irmão Brigham eu quero que você fique em pé e diga-nos a sua opinião no que diz respeito ao oráculo vivo e à palavra escrita de Deus’.
O irmão Brigham assumiu o posto, tomou a Bíblia, e colocou-a à sua frente, tomou o Livro de Mórmon e colocou-o à sua frente, e tomou o livro Doutrina e Convênios e colocou-o diante dele, e disse:
‘Existe a palavra de Deus escrita para nós, sobre a obra de Deus desde o começo do mundo até quase os nossos dias’. E agora, disse ele, 'quando comparados com o oráculo vivo, estes livros não são nada para mim, estes livros não transmitem a palavra de Deus diretamente para nós hoje, como fazem as palavras de um profeta ou de um homem portador do Santo Sacerdócio, em nossos dias e nesta geração. Prefiro ter oráculos vivos do que tudo o que está escrito nos livros’.
Esse foi o curso que ele tomou. Quando terminou, o irmão Joseph disse à congregação; 'Irmão Brigham disse à vocês a  palavra do Senhor, e ele lhe disse a verdade. "(CR, outubro 1897 pp. 18 -- 19.)


TERCEIRO: O PROFETA VIVO É MAIS IMPORTANTE PARA NÓS DO QUE UM PROFETA MORTO.


... o profeta mais importante é aquele que vive em nossos dias e tempo, através do qual o Senhor está constantemente enviando revelações de Sua vontade para nós. Portanto, a leitura mais importante que podemos fazer são todas as palavras do profeta cada semana na seção da Igreja do Deseret News, e todas as palavras do Profeta contidas mensalmente nas revistas de nossa Igreja...


Cuidado com aqueles que citam os profetas mortos contra os profetas vivos, pois os profetas vivos sempre prevalecem.


QUARTO: O PROFETA JAMAIS DESENCAMINHARÁ A IGREJA




O Presidente Wilford Woodruff declarou:


"Eu digo à Israel, o Senhor nunca permitirá que eu ou qualquer outro homem que permaneça como presidente da Igreja vos desencaminhe. Não está no programa. Não está na mente de Deus". (The Discourses of Wilford Woodruff, pp. 212-213).




O Presidente Marion G. Romney disse:


"Lembro-me de anos atrás, quando eu era um bispo, eu tive o Presidente (Heber J.) Grant falando em nossa ala. Depois do encontro eu levei-o para casa... Diante de mim, ele colocou seu braço sobre meu ombro e disse: ‘Meu menino, mantenha sempre seus olhos no Presidente da Igreja, e se ele lhe disser para fazer qualquer coisa, e se for errada, e você o fizer, o Senhor te abençoará por isso.’ Depois, com um brilho nos olhos, ele disse: 'Mas você não precisa se preocupar. O Senhor nunca vai deixar o seu porta-voz desencaminhar o povo’.”(CR, Outubro de 1960, p. 78.)


QUINTO: O PROFETA NÃO PRECISA TER NENHUM TREINAMENTO OU CREDENCIAL PARA FALAR SOBRE QUALQUER ASSUNTO OU AÇÃO SOBRE QUALQUER DISCIPLINA EM QUALQUER TEMPO.




Às vezes, há aqueles que sentem que seus conhecimentos terrenos sobre um determinado assunto são superiores ao conhecimento celestial que Deus dá ao Seu Profeta sobre o mesmo assunto. Eles sentem que o profeta deveria ter as mesmas credenciais terrenas ou a formação que eles tiveram antes de aceitarem qualquer coisa que o profeta diga e que possa contradizer a sua escolaridade terrena.


Quanta escolaridade terrena tinha Joseph Smith? No entanto, ele deu revelações sobre todos os tipos de assunto.


Nós ainda não tivemos um profeta que recebeu um doutoramento em qualquer assunto, mas como alguém disse: "Um profeta não pode ter o seu PhD, mas ele certamente tem os seus SUDs."


Nós encorajamos o conhecimento terreno em muitas áreas, mas lembre-se, sempre que houver um conflito entre o conhecimento da terra e as palavras do profeta, você deve defender o profeta, e você será abençoado.




SEXTO: O PROFETA NÃO PRECISA DIZER “ASSIM DISSE O SENHOR” PARA NOS DAR ESCRITURAS.




Às vezes, há aqueles que brincam com as palavras. Eles dizem que o profeta deu-nos conselhos, mas que não são obrigados a segui-lo a menos que ele diga que é um mandamento. Mas o Senhor diz sobre o Profeta:


"Portanto vós, ou seja, a igreja, dareis ouvidos a todas as palavras e mandamentos que ele vos transmitir à medida que ele os receber." (DeC 21:4.)


Brigham Young disse, "nunca preguei um sermão e mandei-o aos filhos dos homens, que eles não possam chamar de Escritura". (Journal of Discourses 13:95.)


SÉTIMO: O PROFETA NOS DIZ O QUE PRECISAMOS SABER, E NEM SEMPRE O QUE QUEREMOS SABER




Disse o Presidente Harold B. Lee:


"Você pode não gostar do que vem de uma autoridade da Igreja. Pode contradizer as suas opiniões políticas. Pode contradizer os seus pontos de vista sociais. Pode interferir com alguma parte da sua vida social... A sua segurança e a nossa depende se vamos ou não seguir... Vamos manter o nosso olhar no Presidente da Igreja ". (CR, Outubro de 1970, p. 152-153).


Mas é o profeta vivo que realmente perturba o mundo. "Mesmo na Igreja", disse o Presidente Kimball, "muitos são inclinados para enfeitar os túmulos dos profetas do passado e mentalmente enterrar os vivos." (Instructor 95:257).


Como nós respondemos às palavras de um profeta vivo, quando ele nos diz o que precisamos saber, mas que preferíamos não ouvir, é um teste de nossa fidelidade.


O Presidente Marion G. Romney perguntou à um membro da igreja, que estava muito irritado com os discursos que acabara de ouvir:


“‘Você acredita que Heber J. Grant é um profeta de Deus? ‘ e a resposta do homem foi: ‘Eu acho que ele deveria calar a boca sobre a assistência na velhice.’


Agora eu vos digo que um homem em sua posição está a caminho da apostasia. Ele está perdendo sua chance de vida eterna. E o mesmo acontecerá à todo aquele que não consegue seguir o profeta vivo de Deus". (CR, April 1953, p. 125.)


OITAVO: O PROFETA NÃO ESTÁ LIMITADO AO RACIOCÍNIO DOS HOMENS




Haverá momentos em que você terá que escolher entre as revelações de Deus e o raciocínio dos homens - entre o profeta e o político ou o professor. Disse o profeta Joseph Smith:


"Tudo o que Deus requer é certo, não importa o que seja, embora não possamos ver a razão disso até muito tempo depois dos acontecimentos". (Scrapbook of Mormon Literature, vol. 2, p. 173.)


NONO: O PROFETA PODE RECEBER REVELAÇÕES SOBRE QUALQUER ASSUNTO – TEMPORAL OU ESPIRITUAL




Brigham Young disse:


"Alguns dos principais homens de Kirtland foram muito contrários à Joseph, o Profeta, sobre os assuntos temporais...
"Em uma reunião pública dos Santos, eu disse: ‘Vós, anciãos de Israel... Será que alguns de vocês traçariam a linha demarcando o espiritual e o temporal, no Reino de Deus, para que eu possa entender?’ Nenhum deles poderia fazê-lo...
"Eu desafio qualquer homem na terra que mostre qual caminho um profeta de Deus deve seguir, ou mostre o seu dever, e quão longe ele deve ir, em ditar coisas materiais ou espirituais. As coisas temporais e espirituais estão conectadas inseparavelmente, e sempre estarão”. (Journal of Discourses 10:363-364.)


DÉCIMO: O PROFETA PODE ENVOLVER-SE EM ASSUNTOS CÍVICOS.




Quando um povo é justo, eles querem o melhor para conduzi-los no governo. Alma era o chefe da Igreja e do governo no Livro de Mórmon, Joseph Smith era prefeito de Nauvoo e Brigham Young foi governador de Utah. Isaías estava profundamente envolvido em dar conselhos sobre questões políticas e de suas palavras o próprio Senhor disse: "Grandes são as palavras de Isaías". (3 Néfi 23:1.) Aqueles que removerem os profetas da política colocarão Deus fora do governo.


DÉCIMO PRIMEIRO: OS DOIS GRUPOS QUE TEM MAIORES PROBLEMAS EM SEGUIR O PROFETA SÃO AQUELES ORGULHOSOS QUE SÃO ESTUDADOS E OS ORGULHOSOS QUE SÃO RICOS.




O sábio pode sentir que o profeta só é inspirado quando estão em comum acordo, caso contrário o profeta está apenas dando sua opinião - falando como homem. Os ricos podem sentir que não têm necessidade de ouvir os conselhos de um profeta humilde.


DÉCIMO SEGUNDO: O PROFETA NÃO SERÁ NECESSARIAMENTE POPULAR NO MUNDO OU ENTRE OS DO MUNDO.


Como o profeta revela a verdade, o povo se divide. O coração honesto dá atenção às suas palavras, mas os injustos ou ignoram o profeta ou lutam contra ele. Quando o profeta apresenta os pecados do mundo, o mundo quer fechar a boca do profeta, ou então agir como se o profeta não existisse, ao invés de se arrepender de seus pecados.


Popularidade nunca foi uma prova de veracidade. Muitos profetas foram mortos ou expulsos. Ao chegarmos mais perto da segunda vinda do Senhor, você pode esperar que as pessoas do mundo torneam-se mais perversas, e o profeta será pouco popular entre elas.


DÉCIMO TERCEIRO: O PROFETA E SEUS CONSELHEIROS CONSTITUEM A PRIMEIRA PRESIDÊNCIA – O QUÓRUM MAIS ALTO DA IGREJA.


DÉCIMO QUARTO: O PROFETA E A PRESIDÊNCIA – O PROFETA VIVO E A PRIMEIRA PRESIDÊNCIA – SIGAM-NOS E SERÁS ABENÇOADO – REJEITEM-NOS E SOFRERÁS.




O Presidente Harold B. Lee relatou esse incidente da história da Igreja:


"Esta história aconteceu no início da Igreja - particularmente, penso eu, em Kirtland - onde alguns dos irmãos da liderança, presidindo os conselhos da Igreja, reuniram-se secretamente e tentaram esquematizar como eles poderiam se livrar da liderança do Profeta Joseph. Eles cometeram o erro de convidar Brigham Young para uma dessas reuniões secretas. Ele repreendeu-os, depois de ter ouvido a propósito de sua reunião. Isto é parte do que ele disse:
'Vocês não podem destruir a nomeação de um profeta de Deus, mas vocês podem cortar o laço que os liga ao profeta de Deus, e afundarão até o inferno’."(CR, abril de 1963, p. 81.)

Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net