Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis



 INVESTIGAÇÕES SOBRE A IGREJA SUD
TESTEMUNHO - parte2

TESTEMUNHO - JUSTIFICATIVA INSUFICIENTE 
- parte 2


Abaixo, reproduzo o vídeo que se encontra no YouTube AQUI.

Apesar de estar em inglês, a sua simplicidade e acuracidade, por ser baseado em trabalhos científicos, que são citados, estimularam-me colocá-lo aqui. Ele explica exatamente como funciona o testemunho mórmon.


 
Psicologia da crença - parte 2 















Dalin H. Oaks, Quórum dos Doze Apóstolos.

"Outra forma de obter um testemunho parece surpreendente quando comparado com outros métodos para obter conhecimento. 

"Nós ganhamos ou fortalecemos nosso testemunho declarando-o. Alguns até mesmo sugerem que certos testemunhos são ganhos quando estamos sobre os nosso pés, prestando-o, do que quando estamos sobre nossos joelhos, rezando para consegui-los."



Em outras palavras, nós geramos a crença expressando-a.









 
No vídeo anterior, aprendemos como a influência informacional leva à conformação pública por causa da pressão do grupo.









Neste vídeo, aprenderemos como um efeito chamado "justificativa insuficiente" pode transformar a conformidade pública em crenças reais.






 
Considere a seguinte experiência:










 
Imagine que você será voluntário em um experimento de 2 horas sobre "medida de performance"








 
Sua primeira tarefa é colocar 12 carretéis em uma bandeja usando apenas uma mão.










































Excelente! Agora coloque-os fora da bandeja.
























 


Ótimo!


Agora coloque-os dentro da bandeja novamente.


































E assim por diante...















 

Chato, não?
















 
Pela próxima meia-hora, isso é tudo o que você fará.














 
Enquanto isso, uma pessoa de jaleco assiste tudo o que você faz e anota.













 
A próxima meia-hora é ainda melhor!

















É mostrado à você 48 quadrados com setas














 
Usando uma mão, vire todos eles apenas um quarto de uma volta.












 

Usando uma mão, vire todos um quarto de volta.
















Ótimo! Agora gire-os novamente.















E gire-os novamente.

















 
Novamente...

















 
Quando o tédio está quase te matando, finalmente pedem para que você pare.



Em uma escala de 10 pontos (indo de -5 a +5), por favor dê notas nas seguintes questões:


 
1) As tarefas foram interessantes e prazeirosas?
2) Você acha que as tarefas tem alguma importância científica?
3) Você tem desejo de participar de experimentos similaresno futuro?


 
Obviamente, as tarefas são muito idiotas. O que mostra o seguinte ponto:


"O tempo que S passa fazendo tarefas monótonas e repetitivas, tem a intenção de dar ...uma experiência para que ele tivesse uma opinião negativa" 


Portanto, não foi uma surpresa que o grupo controle deu notas muito baixas às questões.












Vamos mudar as coisas agora.














 
Antes de realizar a pesquisa, o cientista pede um favor à você.














"Veja você, a garota na sala de espera será a próxima a participar do experimento"














"Para o experimento, nós precisamos de alguém que dê à ela uma apresentação positiva das tarefas".












"Normalmente, temos um rapaz que faz este trabalho o tempo todo, mas hoje ele está doente"












"Então, se estiver tudo bem pra você, nós gostaríamos que você o substituisse"













 
"O trabalho é bem simples.

"Tudo o que você tem a fazer é apresentar à ela o experimento

"E salientar os seguintes pontos:"


 

1) "O experimento é muito legal" 
















2) "Eu me diverti muito"
















 
3) "O tempo todo foi muito interessante"
















4) "Foi emocionante"
















 
"Para este serviço, você receberá:


Grupo A - $20
Grupo B - $1"











Lembre-se que as tarefas são deliberadamente monótonas e sem sentido.












 
Portanto, o pesquisador está pedindo que

VOCÊ MINTA




 



Portanto, quanto vale a sua integridade?




"Se não for certo, não o faça
Se não for verdade, não o diga"


 


Você sabe muito bem que o experimento é extremamente estúpido.










 
E aqui está você dizendo exatamente o oposto.















 
Suponha que você tenha sorte de estar no grupo que receberá os $20.















Certamente, isso seria uma justificativa mais do que suficiente pra dizer uma mentirinha, não é?













SIM!











 
 

Por isso, o Grupo A também apresentou baixas notas dadas às tarefas.













Mas, e quanto ao grupo de 1 dólar?

















Como você racionaliza esta mentira descarada por um único dólar?









 



SIMPLES.





  










Você acredita nessa mentira!
















Quando há justificativas insuficientes para contar uma mentira...














... nossa tendência natural é convencer a nós mesmos que deve ser verdade.














Mesmo quando a realidade está escancarada em nossa face.












 
Por isso os que creem são frequentemente encorajados a prestar testemunho de suas crenças












A influência de informações transforma a pressão do grupo em conformidade pública.













Que se auto-alimenta para criar mais pressão de grupo.















Enquanto isso, a justificativa insuficiente gradualmente converte tudo em uma crença genuína.












Portanto, os testemunhos espirituais são o resultado de Deus fazendo milagres em nossas almas?












Ou simples manifestações de nossa própria fraude?


















Diga o que você realmente pensa.


E pense da forma que você diz.









 
Faça isso a fim de que você não caia em suas próprias mentiras.














Referência:
Festinger, L. e Carlsmith, J.M. (1959) "Cognitive consequences of forced compliance", Journal of Abnormal and Social Psychology, 58, 203-210.





Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net