INVESTIGAÇÕES SOBRE A IGREJA SUD
UM ESTUDO DA VERDADE

PORQUE DECIDI FAZER UM ESTUDO DA VERDADE

Em relação à igreja SUD, tenho algumas boas recordações dos amigos, professores, líderes da ala e outros. Por isso, sempre me esforçava para defender a Igreja de seus críticos.  
Eu realmente me sentia insultada quando os críticos acusavam os líderes da igreja mórmon de serem desonestos. Eu "sabia" que as críticas não podiam ser verdadeiras.

Como uma defensora (informal) da doutrina SUD, percebi a contragosto que, algumas vezes, aqueles acusadores  tinham os fatos ao seu lado (quando eu tinha tempo para verificar).  

Eu precisei lidar com a dissonância cognitiva de que (1) todas as organizações são dirigidas por seres humanos e, se você pesquisar bastante, é claro que você encontrará alguns exemplos isolados de erros, e (2) uma vez que os líderes são humanos, eles vão errar de vez em quando.

Eu acreditava que  exemplos isolados e ocasionais de fraude premeditada poderiam ter acontecido, mas não acreditava que esse fosse um padrão ou uma prática habitual.

Porém, às vezes, me pegava revelando menos do que toda a verdade, ou dourando a pílula, a fim de defender a igreja. Notei que os outros membros, muitas vezes faziam a mesma coisa. Eu me permiti ser um pouco desonesta, porque eu estava defendendo a igreja do Deus único e verdadeiro; portanto, eu estava muito bem fundamentada.

 Finalmente eu decidi deixar a vida e os sermões dos líderes da igreja falarem por si. Se os críticos tivessem razão, a igreja e eu lidaríamos com isso.  


Eu acreditava que as acusações, se apresentadas no contexto apropriado, provariam que a mentira não era realmente mentira. Ao contrário, as acusações provariam que o que foi tido como mentira era, na verdade, um mal-entendido, uma observação fora de contexto ou uma má interpretação deliberada dos acontecimentos históricos.  

Minha crença era de que os acusadores dos líderes da igreja, com seus artifícios, acabariam acusando a si mesmos. Isso porque, no meu coração, eles simplesmente torciam as palavras e usavam comentários fora do contexto.

Mas conforme mais eu lia a história da igreja, uma "lista" de erros e evidências crescia, e aos poucos, ocorreu-me que Joseph Smith estabelecera um padrão de fraude.  

Infelizmente, observei que os líderes da igreja, incluindo aqueles que servem atualmente, seguiram o exemplo de Smith, de "mentir para proteger a igreja". As crescentes provas apontavam para esta prática como habitual.

As evidências apresentadas neste blog mostram que, quando a imagem da igreja ou os seus dirigentes precisava de proteção, não havia (e não há) problemas em inventar uma história, enganar, inflar, minimizar, exagerar, faltar com parte da verdade ou mentir.



Você lerá citações de líderes mórmons que admitiram que a fraude é uma ferramenta útil para proteger a igreja e seus líderes "quando estão em situação difícil", ou "para vencer o diabo em seu próprio jogo". Eles admitem fazerem uma "ginástica moral" e que Deus aprova a mentira - se for para proteger a "Igreja do Senhor" ou "os líderes.





" - Urgh, que sensação horrível é essa que eu sinto na boca do estômago?"

"- Ah, é só a culpa por mentir aos investigadores sobre a história da igreja.... passa daqui a pouco."


Fiquei chocada depois que aprendi estas verdades incômodas.  

Eu ingenuamente acreditava que quando os líderes da igreja haviam transgredido, eles também haviam seguido os passos necessários ao arrependimento, como é ensinado aos membros e aos investigadores. Eu acreditava que eles tinham a coragem de enfrentar seus erros e confessar os seus defeitos, não importa quais as consequências, para viver os mesmos padrões estabelecidos para os membros.  

Eu acreditava que eles eram totalmente honestos...

Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net