INVESTIGAÇÕES SOBRE A IGREJA SUD
POLIGAMIA - escrituras SUD

ESCRITURAS SUD CONDENAM A POLIGAMIA

No início, os líderes da Igreja mórmon alegaram que não acreditavam na prática do casamento plural.

No livro de mórmon, encontramos o seguinte:

Jacó 2: 27-30

“Portanto, meus irmãos, ouvi-me e atentai para a palavra do Senhor: Pois nenhum homem dentre vós terá mais que uma esposa; e não terá concubina alguma.
Porque eu, o Senhor Deus, deleito-me na castidade das mulheres. E as libertinagens são para mim abominação; assim diz o Senhor dos Exércitos.
Portanto este povo guardará os meus mandamentos, diz o Senhor dos Exércitos, ou a terra será amaldiçoada por sua causa.
Porque se eu quiser suscitar posteridade para mim, diz o Senhor dos Exércitos, ordenarei isso a meu povo; em outras circunstâncias meu povo dará ouvidos a estas coisas. “

Doutrina e Convênios atual - Seção 132: 61-63

“E também, no tocante à lei do sacerdócio: Se um homem desposar uma virgem e desejar desposar outra e a primeira der seu consentimento; e se ele desposar a segunda e elas forem virgens e não estiverem comprometidas com qualquer outro homem, então ele estará justificado; ele não pode cometer adultério, porque elas lhe foram dadas; pois ele não pode cometer adultério com o que lhe pertence e a ninguém mais.
E se dez virgens lhe forem dadas por essa lei, ele não estará cometendo adultério, porque elas lhe pertencem e lhe foram dadas; portanto ele está justificado.
Mas se uma ou qualquer das dez virgens, depois de desposada, estiver com outro homem, terá cometido adultério e será destruída; porque elas lhe são dadas para multiplicar e encher a Terra, de acordo com meu mandamento, e para cumprir a promessa feita por meu Pai antes da fundação do mundo e para sua exaltação nos mundos eternos, a fim de gerar as almas dos homens; pois nisso se perpetua a obra de meu Pai, para que ele seja glorificado.”

Apesar desta seção claramente aprovar a poligamia, nem sempre foi assim. A primeira edição impressa de DeC, em 1835, havia uma seção que denunciava a prática da poligamia:

"Na medida em que esta Igreja de Cristo tem sido censurada pelo crime de prostituição e de poligamia, nós declaramos que acreditamos que um homem deve ter uma esposa, e uma mulher apenas um marido, exceto no caso de morte, quando qualquer um está em liberdade para se casar novamente." (History of the Church, Vol. 2, p. 247)

Veja a figura abaixo:


Uma fotografia da Seção 101 da edição de 1835 de Doutrina e Convênios. Esta seção, que condena a prática do casamento plural, foi excluído da Doutrina e Convênios em 1876.

É interessante notar que esta seção de Doutrina e Convênios estava presente em todas as edições até 1876, quando a Doutrina e Convênios incluiu pela primeira vez a seção 132, que justifica o casamento plural.

Obviamente, seria muito contraditório ter uma seção condenando a poligamia e outra aprovando-a no mesmo livro! Portanto, a seção condenando a poligamia foi completamente removida do livro “sagrado”.

Note que, com base no cabeçalho atual de DeC 132, a Igreja reconhece efetivamente que a declaração anterior não era verdadeira:

"Embora a revelação tenha sido registrada em 1843, é evidente, pelos registros históricos, que as doutrinas e princípios envolvidos nesta revelação eram do conhecimento do Profeta desde 1831.”

Alguns pontos devem ser ressaltados:

O LdM afirma que o único propósito da poligamia é gerar filhos. Portanto, não há nenhum precedente nas escrituras que trate de poligamia como casamento celestial, espiritual ou sem consumação.

Em DeC, muito claramente as mulheres envolvidas deveriam ser virgens. Joseph Smith, Brigham Young e Parley Pratt estavam claramente violando esta condição ao se casarem com mulheres já casadas.

A seção inicial de DeC foi escrita quando Joseph Smith já sabia e praticava a poligamia (1835). Qual o motivo dele praticar “um mandamento” e colocar em um livro, que seria a palavra de Deus, que a poligamia não era praticada?

Por que um mandamento de Deus mudaria?


_________________________
Notas:
Criar um Site Grátis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net